PARABÉNS

A atriz Cássia Kiss vem brindar o público com mais um trabalho sensacional.

Não tem erro, é escalar a atriz e ter tranquilidade.

Uma grande atriz que faz um excelente trabalho atráz do outro.



Escrito por Osvaldo Coelho às 19h51
[] [envie esta mensagem] []



O texto não é meu, mas tomo a liberdade de reproduzi-lo por achá-lo fantástico.
ODE AO FUNCULTURA
 
Tebarulhos, 19 de janeiro de 2011.
 
Ó grande FunCultura, que pode justificar tudo o que não é feito!
Que pode justificar e se justificar a si mesmo!
Infelizmente, seu grande poder já não nos é suficiente.
A cidade de Tebarulhos já é outra!
Diferente daquela de outrora, de quando você foi criado.
 
No entanto, continue, continue, continue, continue conosco...
Ainda é só você que temos!
Ainda aguardamos ansiosos por sua irmã, a Lei de Fomento...
 
Mas enquanto ela não vem, ó grande FunCultura:
 
Faça com que seus valores apareçam em seus editais!
Sejamos transparentes ao extremo, ó grande FunCultura!
Faça com que seus Conselheiros nos recebam depois das decisões tomadas,
Que nos digam os porquês das escolhas!
Que nos digam em quê melhorar nossos projetos!
Chega dos ônibus cheios que aparecem para suas votações!
 
Sejamos transparentes ao extremo!
 
Ó grande FunCultura, mas diga-nos: onde está sua irmã Lei de Fomento?
Que ela não espere a formulação de nosso Plano Municipal de Cultura, por favor.
Todas as coisas em nossos dias podem ser concomitantes!
Convoque-a!
QUE A LEI DE FOMENTO AO TEATRO E À DANÇA LANCE SEU EDITAL!
Faça isso por nós, ó grande FunCultura!
 
E conte com a TAZ, pois a TAZ está contigo.
SEMPRE!!!
 

 

http://tazguarulhos.blogspot.com//



Escrito por Osvaldo Coelho às 11h19
[] [envie esta mensagem] []



PENSAMENTO INTERESSANTE,

PRESTE ATENÇÃO: 

"É impossível levar o pobre à prosperidade, através de legislações que punem os ricos pela prosperidade. Para cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra pessoa deve trabalhar sem receber. O governo não pode dar para alguém aquilo que não tira de outro alguém. Quando metade da população entende a idéia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, assim chegamos ao começo do fim de uma nação. É impossível multiplicar riqueza dividindo-a." 

 
  (Adrian Rogers, escreveu em  1931)


Escrito por Osvaldo Coelho às 12h19
[] [envie esta mensagem] []



APESAR DA DISTÂNCIA TERRITORIAL E TEMPORAL O PROBLEMA É BEM ATUAL.



Escrito por Osvaldo Coelho às 04h35
[] [envie esta mensagem] []



A vida como ela é ...

Hoje estou meio rebelde. Ou melhor, desiludido da vida.

Como escreveu Chico Buarque de Holanda:

"Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu...

A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ..."

Nesses momentos nos sentimos fracos, impotentes, sei lá. É a vida e temos que conviver com isso, mas tem horas que essa condição incomoda demais.

Dá vontade de chutar tudo pro alto e sumir por aí. Então me vem a cabeça um trecho de "Crime e castigo" de Dostoiévski:

"Quantas vezes me aconteceu mandar ao diabo a sociedade e depois de abandoná-la, voltar apressadamente para ela... Envergonhamo-nos da nossa misantropia e procuramos novamente o nosso semelhante!"

A vida é assim...



Escrito por Osvaldo Coelho às 20h37
[] [envie esta mensagem] []



Li e achei fantástico

Lendo o jornal hoje me deparei com uma frase fantástica "Curta a vida sem deixar a vida mais curta".

Essa frase faz parte de uma campanha de prevenção de acidentes nas estradas mas serve para tudo na vida.

Temos que tomar cuidado com o que fazemos e como conduzimos nossa vida.

O que comemos, o tempo que dormimos, o que bebemos, como agimos, o trabalho que temos, o trânsito, tudo interfere na qualidade de nossas vidas.

"Curta a vida sem deixar a vida mais curta"

 



Escrito por Osvaldo Coelho às 10h51
[] [envie esta mensagem] []



O filho!

 

O Gabriel Cheruti Coelho começou sua carreira no vídeo.

Nesta semana ele gravou uma pequena participação no curta "O filho" de Rogerio Trajano, com produção de David Oliveira e estréia prevista para Março de 2010.

Toda a equipe foi sensacional com o garoto que não estava acostumado com câmeras, microfones e rebatedores. Já que o ator mirim vem do teatro, onde já é quase um veterano. Em cinco anos de carreira participou de cinco peças diferentes.

Pelo visto o garoto tem futuro.



Escrito por Osvaldo Coelho às 12h30
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Histórico
Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis